22 de fev de 2011

And The Oscar Goes To...

Esse fim de semana a Tv Globo vai transmitir a anual premiação do Oscar no Teatro Kodak lá na terra do Tio Sam , uma festa incrível, com astros e estrelas de Hollywood e demais convidados. A Academia vai premiar várias categorias, dentre elas, estão a de melhor filme, melhor ator e atriz, particularmente são as minhas preferidas e principais creio eu. Amo assistir essa brilhante festa, não durmo enquanto não acabar, ali posso 'matar' a minha vontade de ver todos os artistas juntos, e é o mais próximo que posso chegar deles eheheeheh...mas isso é um mero detalhe . E que auê é aquele Red Carpet não é gente? as grandes grifes estão todas juntas: Chanel Haute Couture, Jimmy Choo, Versace, Valentino, aii, aja coração viu!!!...Então, como a lista de indicados é super intensa vou comentar aqui duas categorias que mais gosto. Mas vamos aos indicados da noite?

Melhor filme

Cisne Negro
Em Cisne Negro (Black Swan), o quinto longa do diretor Darren Aronofsky, Natalie Portman vive Nina, bailarina que consegue os dois papéis principais na nova montagem de O Lago dos Cisnes. A pressão antes da primeira apresentação, porém, a faz surtar.

O Vencedor
1993. Dicky Ecklund (Christian Bale) teve seu auge ao enfrentar o campeão mundial Sugar Ray Leonard em uma luta de boxe, colocando a pequena cidade de Lowell no mapa. Até hoje ele vive desta fama, apesar de ter desperdiçado a carreira devido às drogas. Micky Ward (Mark Wahlberg), seu irmão, tenta agora a sorte no mundo do boxe, sendo treinado por Dicky e empresariado por Alice (Melissa Leo), sua mãe. Só que a família sempre o coloca em segundo plano em relação a Dicky, o que impede que Micky consiga ascender no esporte. A situação muda quando ele passa a namorar Charlene Fleming (Amy Adams), que o incentiva a deixar a influência familiar e tratar a carreira de forma mais profissional.

A Origem
A Origem (Inception, 2010) não é nenhuma esfinge. Na verdade, a sua estrutura, emprestada dos filmes-de-assalto, é bem trivial. Acompanhamos o planejamento de um golpe enquanto se aprende o essencial de cada personagem. Na hora de pôr o golpe em prática, termina o ensaio, começam os imprevistos.

O Discurso do Rei
A temática do filme de superação nunca foi tão verbal como em O Discurso do Rei (The King's Speech, 2010). O drama, ambientado às portas da Segunda Guerra Mundial, trata da dificuldade de um líder em executar uma de suas necessidades fundamentais: falar em público.

A Rede Social
A Rede Social (The Social Network) vence o espectador logo na primeira cena por exaustão, quase por W.O., antes mesmo dos créditos iniciais. Mark Zuckerberg (Jesse Eisenberg) fala sem parar sobre os QIs dos gênio e as fraternidades mais exclusivas de Harvard numa velocidade que a sua namorada, à sua frente, não consegue acompanhar. O barulho no Thirsty Scholar Pub é alto, toca "Ball and Biscuit", e no momento em que Zuckerberg finalmente leva um fora da garota nós podemos ouvir o climático solo de guitarra da música do White Stripes ao fundo.

Minhas Mães e meu Pai
Se Laurel Canyon (2002), o filme mais conhecido da roteirista e diretora Lisa Cholodenko, apontava um pouco da hipocrisia no círculo artístico de Los Angeles, em Minhas Mães e Meu Pai (The Kids Are All Right, 2010) ela amplia seu olhar sobre o universo liberal da cidade, até uma família não tradicional.

Toy Story 3
Toy Story 3 é épico desde a primeira cena. A sequência de abertura já é um aquecimento para o que virá a seguir: muita aventura, humor na medida certa e uma gostosa nostalgia. A cada filme, nós acompanhamos uma nova etapa na vida de Andy, o dono dos brinquedos. Agora, 15 anos depois que o conhecemos, ele está pronto para ir para a faculdade e sua mãe bota pressão para que ele arrume o seu quarto, separando o que vai ser guardado no sótão, o que vai ser doado e o que vai para o lixo. E aí começa a ação.

127 Horas
Em 127 Horas (127 Hours), o diretor Danny Boyle faz questão de mostrar duas vezes que Aron (James Franco) esqueceu seu canivete suíço em casa antes de partir - sinal de problemas. O canivete aparece em close-up, a escolha da lente aumenta o objeto, parece o Santo Graal ou algo do tipo

Bravura Indômita
A começar por Mattie Ross (Hailee Steinfeld), garota de 14 anos que está decidida a vingar a morte do pai. Para perseguir o responsável, ela contrata um federal, Reuben "Rooster" Cogburn (Jeff Bridges). Hathaway apresenta Rooster como uma autoridade, descarregando prisioneiros de mais uma caçada. No remake, a primeira aparição do federal fica pra depois; Mattie foi procurá-lo e Rooster estava defecando na casinha.

Inverno da Alma
Existe um bom "filme de gênero" dentro de Inverno da Alma (Winter's Bone, 2010), um thriller sobre o desaparecimento de um traficante. Por fora, porém, há uma casca de "filme de festival" que impede que esta adaptação do romance de Daniel Woodrell se movimente com mais naturalidade.

Melhor ator
Jesse Eisenberg – A Rede Social
Colin Firth – O Discurso do Rei
James Franco – 127 Horas - Foi ator coadjuvante no filme "Batman"
Jeff Bridges – Bravura Indômita
Javier Bardem – Biutiful - Já foi premiado pelo filme "Onde os Fracos não tem Vez" juntamente com o ator, Tommy Lee Jones.

Melhor atriz
Nicole Kidman – Reencontrando a Felicidade - Lembro dela e nunca esquecerei em um filme fantástico com ela "Os Outros".
Jennifer Lawrence – Inverno da Alma
Natalie Portman – Cisne Negro
Michelle Williams – Blue Valentine
Annette Bening – Minhas Mães e meu Pai

Bom gente é isso, espero que tenham gostado de mais esse post, pra quem gosta de cinema, taí uma boa pedida de filmes indicados ao prêmio.

Bjs da Lú

Um comentário:

  1. Ótimo POst LU... Seguem minhas apostas:
    - Filme : O Discurso do Rei
    - Melhor Ator : Colin Firth
    - Melhor Atriz : Natalie Portman


    Apesar de eu ter gostado e muito de A ORIGEM com DiCaprio... Mas como não sou da Academia... rsrs...

    By Marcelo

    ResponderExcluir